A CAIXINHA, A MADAME E O LABORATÓRIO


Estava num local, que deveria ser um hospital. Seguravanas mãos uma caixinha de sapatos, que continha dentro, o material para fazerexames. Não sabendo onde era o laboratório, deixei a caixinha em um canto e saiprocurando alguém para me informar. Nisto vi uma senhora muito bem vestida,andando calmamente. Ela se dirigiu a um guarda que vinha chegando, dizendo queestava indo ao laboratório. Fui até ela e perguntei se podia segui-la, poisqueria ir ao laboratório também, mas não sabia onde ficava. Ela me olhou decima a baixo e virando, com o nariz empinado, disse “sim”. Disse a ela que iriapegar minha caixinha com exames e á voltava. Quando voltei, não vi o guarda enem a senhora. Olhei e vi que ela já estava em um corredor, cujo acesso era umaporta larga, mas que estava a uns 4 metros acima de onde a gente estava. Fiqueitentando imaginar como ela teria chegado ali. Mas fui tentar ir até La também.Subi por uma paredinha que tinha na lateral e fui andando por um beiral de uns20 centímetros que tinha ali. Deixei a caixinha na beira deste beiral e fui comdificuldade, temendo cair, até a porta larga do corredor. Chegando à porta,tive dificuldades para pegar a caixinha, mas consegui. Fui andando por aquelecorredor, até que vi a placa dizendo onde era o laboratório. Chegando lá, oatendente disse que o medico já tinha ido embora, que não tinha mais como fazerexames. Mas ele mesmo disse que outro medico estaria vindo. Nisto ele memostrou este outro medico e pediu que eu fosse até ele. Fui correndo paraalcançar o medico e deparei com uma rede de nylon, que haviam colocado naquelecorredor, depois que passei. Fiquei tentando passar, mas não estavaconseguindo. Até que achei um buraco nesta rede e passei. Alcancei o medico efui entregar a ele a caixinha com o material para fazer exames. Ele disse queera para eu deixar a caixinha no laboratório, que ele pegaria depois.

Comentários