Pular para o conteúdo principal

FUGINDO DO MONSTRO

Estava com uma pessoa, numa casa que não sei qual era. A gente corria de um monstro, que tinha cara de leão e corpo de dragão. Ele corria atrás da gente, que corria em volta daquela casa. Só que toda vez que ele ia pegar a gente, ele desaparecia. Daí a gente começava a andar, para ir para dentro da casa, ele aparecia novamente. A gente corria novamente e ele vinha atrás, fazendo um barulho parecido com de um rugido de Leão. Nisto ele não pareceu mais. Então saímos daquela casa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

OS 5 LOCAIS MAIS BONITOS DA CHAPADA DIAMANTINA

MORRO DO INÁCIO
CACHOEIRA DOS MOSQUITOS
POÇO ENCANTADO
GRUTA PRATINHA
CACHOEIRA DA FUMAÇA

CAPINÓPOLIS / MG - CELEIRO DAS MINAS GERAIS

SEJA BEM VINDO A CIDADE DE CAPINÓPOLIS. 
foto - Thymonthy Becker
CAPINÓPOLIS TEM 15.961 HABITANTES - IBGE 2010 - QUEM NASCE EM CAPINÓPOLIS EH: CAPINOPOLINO - IBGE - A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 15 DE JULHO E FOI EMANCIPADA EM 1.953 ORIGEM DO NOME Explica-se pela existência de uma "CORDA DE CAPIM" no local em que o fazendeiro reservara para o loteamento, usando a expressão "LÁ NO CAPIM", para designá-lo; surgindo o arraial, chamou-se inicialmente, o arraial do "CAPIM", topônimo que foi trocado pelo de CAPINÓPOLIS, pouco depois.  HISTÓRIA Segundo a tradição, os primitivos ocupantes da região, onde hoje se ergue o município de Capinópolis eram gentios integrantes do grupo GÊ ou Caiapós e possivelmente, também, alguns elementos da tribo "Panariá" Dos brancos, têm-se como certo os nomes do Alferes José Rodrigues da Silva, Dona Francisca Ângela da Silva e José Luciano Teixeira, como os primeiros a se fixarem na região, donos de sesmarias, lá por volta de 1810.…

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

Estava numa estrada comprida e reta, cercada de mato em ambos os lados. Nisto veio um bicho em alta velocidade. Alguém gritou para sair da frente, porque o bicho era muito feroz. Então dei um pulo e ele passou rapidamente. Sai correndo atrás do bicho, tão rápido quanto ele ia. Depois o bicho mudou de direção, vindo correndo atrás de mim. Sai correndo velozmente, mas o bicho estava me alcançando. Então pensei que era só voar que ele não me pegaria. Dei um grande salto e sai voando. Nisto vi o bicho passando logo abaixo de mim. Via só a poeira que ele fazia. O bicho mesmo não via. Fiquei pensando que ainda bem que o tal bicho não voava, senão estaria perdido.