TB COMUNICAÇÃO : 04/01/12

ARCOS MG / IGREJAS

ESTA EH A IGREJA MATRIZ DE NOSSA SENHORA DO CARMO. FICA NO CENTRO DA CIDADE.
foto - Aender Arcos

foto - Aender Arcos

ESTA EH A IGREJA DO ROSÁRIO. FICA NA AVENIDA GOVERNADOR BALADARES.
foto - Jeferson SDS

AQUI VISTA DE OUTRO ÂNGULO
foto - Thymonthy Becker

A TORRE DA IGREJA DO ROSÁRIO
foto - Thymonthy Becker

ESTA EH A PARÓQUIA DE SÃO CRISTOVÃO.
foto - Aquiles Lopes

ESTA EH A IGREJA DE SANTO ANTÔNIO
foto - Aender Arcos



TORRE CN / CN TOWER

A TORRE CN, LOCALIZADA EM TORONTO, ONTARIO, CANADÁ É UMA TORRE TURÍSTICA E DE COMUNICAÇÕES QUE TEM 553,33 METROS (1,815 PÉS) DE ALTURA, SENDO A SEGUNDA MAIOR TORRE DO MUNDO. 
ULTRAPASSOU A TORRE OSTANKINO EM 1975 QUANDO SUA CONSTRUÇÃO FOI CONCLUÍDA E FOI DECLARADA A ESTRUTURA MAIS ALTA DO MUNDO. EM 12 DE SETEMBRO DE 2007 APÓS SER DETENTORA DO TÍTULO POR 32 ANOS, A TORRE CN FOI ULTRAPASSADA EM ALTURA PELO EDIFÍCIO, QUE NA ÉPOCA AINDA EM CONSTRUÇÃO, BURJ KHALIFA. ELA É O PRINCIPAL CARTÃO POSTAL DE TORONTO, ATRAINDO MAIS DE DOIS MILHÕES DE VISITANTES ANUALMENTE.
CN SE REFERE ORIGINALMENTE A CANADIAN NATIONAL, A COMPANHIA FERROVIÁRIA QUE CONSTRUÍU A TORRE
O CONCEITO DE CONSTRUÇÃO DA TORRE CN FOI PROPOSTO EM 1968 PELA CANADIAN NATIONAL RAILWAY PARA RESOLVER CONSTANTES PROBLEMAS DE COMUNICAÇÕES QUE ACONTECIAM DEVIDO À CONSTRUÇÃO DE PRÉDIOS E ARRANHA-CÉUS CADA VEZ MAIS ALTOS NO CENTRO DA CIDADE, E PARA MOSTRAR A FORÇA DA INDÚSTRIA CANADENSE, E A DA CN EM PARTICULAR. O PLANO EVOLUIU NOS ANOS SEGUINTES, ATÉ QUE EM 1972 O PROJETO TORNOU-SE OFICIAL. 
A TORRE FARIA PARTE DO METRO CENTRE, UMA GRANDE ESTAÇÃO FERROVIÁRIA EM CONSTRUÇÃO FORA DA CIDADE. NAS EQUIPES QUE PARTICIPARAM ESTAVAM A JOHN ANDREWS ARCHITECTS EM ASSOCIAÇÃO COM A WZMH ARCHITECTS; WEBB, ZERAFA, MENKES, HOUSDEN COMO ARQUITETOS AUXILIARES; E A FUNDAÇÃO DE CONSTRUÇÃO CIVIL E CANRON (EASTERN STRUCTURAL DIVISION).
A CONSTRUÇÃO DA TORRE CN INICIOU NO DIA 10 DE FEVEREIRO DE 1973 COM MASSIVAS ESCAVAÇÕES PARA A FUNDAÇÃO DA BASE DA TORRE. QUANDO FOI COMPLETADA, 56.000 TONELADAS DE SUJEIRA E TERRA FORAM REMOVIDOS DE 15 METROS DE PROFUNDIDADE, E A BASE INCORPOROU 7.000 METROS CÚBICOS DE CONCRETO COM 450 TONELADAS DE BARRAS DE FERRO E 36 TONELADAS DE CABOS DE AÇO CONSTRUÍDOS PARA UMA ESPESSURA DE 6,7 METROS. ESTA PARTE DA CONSTRUÇÃO FOI BASTANTE RÁPIDA, COM APENAS QUATRO MESES NECESSÁRIOS ENTRE O INÍCIO DA CONSTRUÇÃO DA BASE ATÉ SER CONCLUÍDO PARA INICIAR A CONSTRUÇÃO VERTICAL.
FOI UTILIZADO UM CONCRETO ESPECIAL DE ALTA QUALIDADE MISTURADO COM ÁGUA, SE TORNANDO UM MOLDE MACIÇO, SENDO USADO COMO ELEMENTO PARA A CONSTRUÇÃO DA BASE DA TORRE. ENQUANTO O CONCRETO IA ENDURECENDO, A ESTRUTURA IA SE ELEVANDO, A BASE DO CONCRETO IA DIMINUINDO E A TORRE IA SENDO SUPORTADA POR MACACOS HIDRÁULICOS. COM ESSA TÉCNICA, A TORRE SUBIA 6 METROS POR DIA. O CONCRETO FOI DERRAMADO CONTINUAMENTE POR UMA EQUIPE DE 1.532 PESSOAS ATÉ 22 DE FEVEREIRO DE 1974, DURANTE O QUAL ELA JÁ HAVIA SE TORNADO A ESTRUTURA MAIS ALTA DO CANADÁ, ULTRAPASSANDO A RECÉM-CONSTRUÍDA INCO SUPERSTACK QUE USOU MÉTODOS SEMELHANTES EM SUA REALIZAÇÃO. 
NO TOTAL, A TORRE CONTÉM 40.500 METROS CÚBICOS DE CONCRETO. UM DESAFIO EXISTENTE FORAM OS ESFORÇOS NECESSÁRIOS PARA QUE A TORRE NÃO SE INCLINASSE, OU SOFRESSE TORÇÃO. ALÉM DE CONSTRUIR COM ALTA PRECISÃO DO PRUMO, INSTRUMENTOS ÓPTICOS FORAM UTILIZADOS, FAZENDO AS MEDIDAS A CADA DUAS HORAS. O RESULTADO FOI UMA TORRE COM UM DESVIO APENAS DE 29 MM DO PRUMO.
A TORRE CN É E CONTINUA SENDO USADA COMO TORRE DE COMUNICAÇÕES PARA DIFERENTES MÍDIAS, E POR NUMEROSAS COMPANHIAS.
SUA ALTURA TOTAL É DE 553 METROS E 33 CENTÍMETROS, SENDO QUE O PRINCIPAL OBSERVATÓRIO DA TORRE ESTÁ LOCALIZADO A APROXIMADAMENTE 342 METROS DE ALTURA. A TORRE POSSUI UM SEGUNDO OBSERVATÓRIO, O SKY POD, LOCALIZADO A 447 METROS DE ALTURA, O MAIS ALTO DO MUNDO. A TORRE CN É CONSIDERADA UMA DAS SETE MARAVILHAS DO MUNDO MODERNO PELA SOCIEDADE AMERICANA DE ENGENHEIROS CIVIS. ATÉ 1995, CN ERA A ABREVIAÇÃO DE CANADIAN NATIONAL (NOME PROVENIENTE DA CANADIAN NATIONAL RAILWAY, CONSTRUTORA E PROPRIETÁRIA DA TORRE ATÉ 1995).
APÓS A INAUGURAÇÃO DA TORRE CN, A CANADIAN NATIONAL RAILWAY LOGO VIU QUE A TORRE CN ERA MUITO MAIS LUCRATIVA COMO UMA ATRAÇÃO TURÍSTICA DO QUE UMA TORRE DE TRANSMISSÃO. COM CERCA DE UM MILHÃO DE TURISTAS SUBINDO A TORRE ANUALMENTE, DESDE QUE FOI CONSTRUÍDA, A TORRE CN NUNCA OPEROU NO VERMELHO. SEUS CUSTOS DE CONSTRUÇÃO FORAM PAGOS EM APENAS 15 ANOS.
OUTRA CURIOSIDADE DA TORRE CN É A ESCADA QUE VAI DESDE O TÉRREO ATÉ O PRINCIPAL OBSERVATÓRIO - ELA TEM 1.776 DEGRAUS, E É A ESCADA MAIS LONGA DO MUNDO. PROJETADA PRINCIPALMENTE PARA CASOS DE EMERGÊNCIAS, ANUALMENTE A ESCADA É UTILIZADA DUAS VEZES PARA "ESCALADAS DE CARIDADE" - ABERTAS A QUAISQUER PESSOAS QUE QUEIRAM PARTICIPAR E AJUDAR A COMUNIDADE. A MÉDIA DO TEMPO QUE UM ESCALADOR LEVA PARA SUBIR TODOS OS 1.776 DEGRAUS É DE 30 MINUTOS, SENDO QUE O RECORDE É DE 7 MINUTOS E 52 SEGUNDOS.

fonte - Wikipédia

Ponte Golden Gate Bridge, USA - A experiência de se passar sob seu vão livre confere as reais dimensões desse colosso que redefiniu a engenharia civil no século 20. Vem comigo:














A experiência de se passar sob seu vão livre confere as reais dimensões desse colosso que redefiniu a engenharia civil no século 20. Vem comigo:
A ponte Golden Gate Bridge é um exemplo bem acabado de construção que foi muito além de sua função original - ligar Marin County à cidade de San Francisco, para tornar-se o símbolo principal desta última. As elegantes torres mergulhadas nas gélidas águas da baía desafiam os imprevisíveis ventos e correntes (e um mar de neblina), concretizando o sonho de seus projetistas, Joseph Strauss, Charles Ellis, Leon Moisseiff.



À época de sua finalização, em 1937, era a maior estrutura do mundo. Com quase 3 quilômetros de comprimento e mais de 200 metros de altura, a experiência de se passar sob seu vão livre confere as reais dimensões desse colosso que redefiniu a engenharia civil no século 20.
A travessia da ponte é permitida ao longo do ano (mas esteja agasalhado, pois o frio é cortante) e muitos o fazem a pé ou de bicicleta. Para tirar fotos, os pontos clássicos são junto à praça de pedágio sul, as colinas do Golden Gate National Recreational Area, a noroeste, e a praia Baker Beach, a sudoeste.
O Estreito de Golden Gate é uma garganta em uma cadeia de montanhas que foi cortada por um antigo rio que passava pelo que era, até 10.000 anos atrás, um vale seco. Isso foi quando o nível do mar era 100 metros mais baixo do que hoje. O derretimento do gelo causado pelo fim da última Era Glacial elevou o nível do mar e as águas do oceano voltaram lentamente para a garganta do rio, formando a Baía de São Francisco. Atualmente, 60% da chuva e da neve que caem no Estado da Califórnia ainda escoam pelo Golden Gate.
O Estreito de Golden Gate é a causa das marés fortes, dos ventos frequentes, do nevoeiro e da maresia, todos aspectos que são verdadeiros desafios para a construção de pontes. Além disso, a terrível Falha de San Andreas, causa do terremoto de 1906 em São Francisco, está a apenas 11 quilômetros (7 milhas) da costa.
Pedestres, incluindo ciclistas e cadeirantes podem trafegar numa área exclusiva da ponte, durante a luz do dia. Skates, patins e afins não são permitidos. Visitantes podem apreciar toda a cidade de San Francisco em ambos os lados (norte e sul) da Golden Gate e com direito a estacionamento.



A GOLDEN GATE BRIDGE (EM PORTUGUÊS: PONTE DO PORTÃO DE OURO) É A PONTE LOCALIZADA NO ESTADO DA CALIFÓRNIA, NOS ESTADOS UNIDOS, QUE LIGA A CIDADE DE SÃO FRANCISCO A SAUSALITO, NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO FRANCISCO, SOBRE O ESTREITO DE GOLDEN GATE.
A PONTE É O PRINCIPAL CARTÃO POSTAL DA CIDADE, UMA DAS MAIS CONHECIDAS CONSTRUÇÕES DOS ESTADOS UNIDOS, E É CONSIDERADA UMA DAS SETE MARAVILHAS DO MUNDO MODERNO PELA SOCIEDADE AMERICANA DE ENGENHEIROS CIVIS.
NO INÍCIO DO SÉCULO XX, ESPECIALMENTE APÓS O TERREMOTO DE 1906, A CIDADE DE SÃO FRANCISCO PASSOU POR UM PERÍODO DE ASCENSÃO ECONÔMICA E IMEDIATAMENTE SURGIU A NECESSIDADE DE CONECTÁ-LA COM AS REGIÕES VIZINHAS A FIM DE DESENVOLVER A ECONOMIA NAS CIDADES AO REDOR DA BAÍA DE SÃO FRANCISCO.
A CIDADE DE SÃO FRANCISCO É TOTALMENTE CERCADA DE ÁGUA POR QUASE TODOS OS LADOS, O QUE FAZ DELA UMA PENÍNSULA. A NECESSIDADE DE SE CONECTAR COM AS REGIÕES VIZINHAS TOMOU A FORMA DE UMA ESTRUTURA RODOVIÁRIA.
A IDEIA DE UMA PONTE CRUZANDO O GOLDEN GATE SURGIU PELA PRIMEIRA VEZ NUM ARTIGO DO JORNALISTA JAMES WILKINS EM 1916. A IDEIA REPRESENTAVA UM GRANDE DESAFIO, JÁ QUE O GOLDEN GATE ERA CONHECIDO PELOS FORTES VENTOS E CORRENTEZA E NAQUELA ÉPOCA TAL ESTRUTURA ERA CONSIDERADA IMPOSSÍVEL DE SE CONSTRUIR.
O NOME DA PONTE FOI ESCOLHIDO EM 1927, QUANDO MM O'SHAUGHNESSY, IMPORTANTE ENGENHEIRO DE SÃO FRANCISCO MENCIONOU A PONTE COMO GOLDEN GATE BRIDGE, REFERINDO-SE AO ESTREITO. A DIFICÍLIMA TAREFA DE PROJETAR TAL ESTRUTURA FICOU A CARGO DO ALEMÃO JOSEPH STRAUSS.


EMBORA NÃO TIVESSE NENHUMA EXPERIÊNCIA COM PONTES SUSPENSAS, STRAUSS FECHOU CONTRATO COM A PREFEITURA E PROJETOU A PONTE QUE COMEÇOU A SER CONSTRUÍDA EM JANEIRO DE 1933 E CONCLUÍDA EM 1937.
A GOLDEN GATE BRIDGE É UMA PONTE PÊNSIL. COM 2.737 METROS DE COMPRIMENTO TOTAL, INCLUINDO OS ACESSOS, E 1.966 METROS DE COMPRIMENTO SUSPENSO, SENDO A DISTÂNCIA ENTRE AS DUAS TORRES DE 1.280 METROS.
ESTAS TORRES DE SUSPENSÃO, POR SUA VEZ, ERGUEM-SE A 227 METROS ACIMA DO NÍVEL DO MAR, SUPORTANDO OS CABOS QUE, NAS PONTES COM ESTA ARQUITETURA, SUPORTAM O TABULEIRO SUSPENSO. ISTO SIGNIFICA QUE OS DOIS CABOS PRINCIPAIS QUE A SUPORTAM TÊM DE ESTAR PREPARADOS PARA SUPORTAR TODO O PESO DO TABULEIRO E DOS CABOS QUE PARTEM DOS CABOS PRINCIPAIS. CADA UM DESTES, POR CONSEGUINTE, TEM UM DIÂMETRO DE 92 CENTÍMETROS, SENDO FORMADO POR 27.572 CABOS MENORES.
foto - ultrad.com.br
DESDE QUE FOI TERMINADA, A PONTE JÁ FOI INTERDITADA CINCO VEZES POR CAUSA DOS VENTOS (1951, 1982, 1996 E 2005). OS VENTOS DE 1982 FORAM PARTICULARMENTE FORTES O SUFICIENTE PARA FAZER MOVIMENTOS VISÍVEIS NA PONTE, ONDULANDO PARA OS LADOS.


fonte/ fotos  - Wikipédia / viajeaqui.abril.com.br / Thymonthy Becker / Divulgação / 

Usina Hidrelétrica de Itaipu - Experiência única em conhecer a maior usina hidrelétrica do mundo e ainda dirigindo um carro elétrico por toda ela. Vem comigo ver:














Experiência única em conhecer a maior usina hidrelétrica do mundo e ainda dirigindo um carro elétrico por toda ela. Vem comigo ver:
O complexo tem tantas atrações que rende um dia inteiro de diversão - e ainda dá para esticar até a noite.
Na visita panorâmica, avista-se a barragem de 196 m de altura e 2,5 km de extensão (das 8h às 16h, a cada hora, R$ 26); ela pode ser combinada com o passeio de catamarã pelo lago Itaipu.
No circuito especial, a visita passa por áreas internas da usina até chegar a uma de suas turbinas (das 8h às 16h, R$ 64, proibido para menores de 14 anos). E, nas noites de sexta e sábado, a barragem é iluminada para a visita noturna, com espetáculo de som e luzes (20h; 21h no horário de verão, R$ 15).
PORTO KATTAMARAM 
Um memorável passeio pelo lago de Itaipu. Ideal para relaxar e contemplar a exuberante paisagem
As cores vívidas de um dia ensolarado, o deslumbrante pôr do sol sobre o lago de Itaipu e até incríveis noites de luar: muitas são as possibilidades de cenários em um passeio no barco Kattamaram. A nova atração do Complexo Turístico Itaipu reúne conforto e requinte para uma memorável viagem pelas belezas do reservatório da maior hidrelétrica do mundo em geração de energia.
Com uma completa infraestrutura para atender até 200 pessoas, a embarcação tem convés aberto, bar americano, restaurante e solário, ideal para relaxar e contemplar a beleza das exuberantes paisagens. No restaurante do Porto Kattamaram ainda há um deck que proporciona uma vista incrível do lago de Itaipu.
O barco parte do Porto Kattamaram, o último ponto de parada da Visita Panorâmica, e navega beirando a imponente barragem da Itaipu Binacional, com aproximadamente 8km de comprimento, unindo Brasil e Paraguai.
Roteiros combinados: 
O passeio de barco parte do Porto Kattamaram, um dos locais de parada da Visita Panorâmica, portanto é possível fazer um passeio combinado. Para isso, basta realizar a Visita Panorâmica pelo menos 1h30 antes do passeio de barco, assim você desce direto no Porto Kattamaram e aproveita melhor o tempo de sua visita!
* A Visita Panorâmica não está inclusa no valor do ingresso do Kattamaram e deve ser adquirida a parte.
Alimentação: 
Além do passeio de barco, você pode apreciar deliciosas refeições e bons momentos no Porto Kattamaram, em um restaurante com visão privilegiada do lago de Itaipu.

Você pode gostar:

TEST DRIVE VEÍCULO ELÉTRICO 
Dirija um veículo elétrico pelos cartões postais da maior usina do mundo
Experiência única de dirigir um veículo elétrico, silencioso e não poluente, e ainda conhecer alguns dos cenários mais impressionantes da usina. A atração, inédita no país, proporciona uma experiência única, pois possibilita dirigir um veículo elétrico produzido com tecnologia nacional dentro da maior usina hidrelétrica do mundo em geração de energia.
O passeio tem atendimento personalizado e é acompanhado por um monitor exclusivo. Embarcam no veículo apenas o condutor e até dois convidados, que também poderão dirigir. O valor é o mesmo, independentemente do número de passageiros.
O percurso do test drive é semelhante ao da Visita Panorâmica, com aproximadamente 20km, saindo do Centro de Recepção de Visitantes e passando pelo Canal da Piracema, Mirante do Vertedouro, Mirante Central, Condutos forçados, Topo da Barragem de Concreto e Barragem de Enrocamento. Antes de embarcar no VE, o visitante assiste ao vídeo institucional da usina. O passeio conta com três paradas para contemplar a usina, fotografar e filmar à vontade.
Para dirigir o veículo elétrico é obrigatório portar Carteira de Habilitação dentro do prazo de validade e assinar um termo de responsabilidade. O instrutor acompanha toda a visita, orientando sobre a condução do veículo, normas de segurança e repassando informações sobre a Itaipu, o Projeto Veículo Elétrico e as ações ambientais promovidas pela usina.
POLO ASTRONÔMICO 
Admire os astros e amplie seus conhecimentos unindo entretenimento e ciência
O Polo Astronômico Casimiro Montenegro Filho se integra aos atrativos turísticos do Complexo Turístico Itaipu numa área construída de 505,76 m², sendo um dos poucos no mundo a reunir de forma integrada planetário, observatório e plataforma de observações a olho nu.
O passeio oferece diversas atrações, com atividades nos ambientes internos e externos. Logo no hall de entrada, você conhece o Espaço Universo, que contém exposições de réplicas em miniatura de sondas e naves espaciais, protótipos de planetas e simuladores do sistema solar. E ainda, contempla um céu virtual que simula a visão de um observador em qualquer latitude do planeta no passado, presente ou futuro.
Destinado às observações do céu real - tanto diurno quanto noturno – o Observatório possui três telescópios, incluindo um Schmidt-Cassegrain de 11” (280 mm). Sua cúpula mede seis metros de diâmetro e possibilita observar a Lua, os planetas, aglomerados estelares e algumas galáxias. 
Neste atrativo você também pode praticar a Astronomia sem equipamentos. Tendo um panorama do céu estrelado sob o ponto de vista de diversas culturas, entenda o conceito de constelação e saiba como identificar os vários tipos de astros visíveis.

Você pode gostar:

ECOMUSEU 
Um passeio pela história de Itaipu, de Foz do Iguaçu e de toda região do reservatório da usina
Interativo e com exposições incomuns, o Ecomuseu é uma ótima opção para conhecer a história de Itaipu. Cenários fiéis ao passado, totens eletrônicos e uma maquete gigante fazem parte deste espaço cultural. O circuito é dividido em módulos que retratam desde a ocupação da região da usina na margem brasileira até os projetos de conservação conduzidos pela binacional.
Entre as surpresas os visitantes podem apreciar espaços temáticos de água e energia, além de uma réplica do eixo de uma turbina em atividade – com direito aos ruídos característicos do coração da usina. O ambiente ainda conta com um impressionante painel criado em homenagem aos milhares de trabalhadores que ajudaram a construir a hidrelétrica. São 4.500 fotos dos operários no formato 3x4.
A comunidade e a região trinacional ganham destaque no Ecomuseu em uma das maiores maquetes do País. São 76 metros quadrados, numa escala 25 mil vezes menor que o espaço original, que permitem uma viagem pedagógica pela fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina. Nesta sala, 750 fios de fibra óptica simulam um céu estrelado e, nas paredes laterais, telas sensíveis ao toque exibem depoimentos dos moradores dos municípios lindeiros. Todo o percurso é realizado de acordo com o seu interesse e ritmo.
REFÚGIO BIOLÓGICO 
Percorra este circuito ecológico e conheça plantas e animais silvestres da região
Localizada entre os Parques Nacionais do Iguaçu e da Ilha Grande, Itaipu desempenha um papel fundamental na preservação do meio ambiente na tríplice fronteira. O projeto mais antigo e bem-sucedido da hidrelétrica nessa área é o Refúgio Biológico Bela Vista, uma unidade de proteção criada para receber milhares de plantas e animais desalojados pelo reservatório da usina.
O passeio inicia numa carretinha, que sai do Centro de Recepção de Visitantes e contorna o Canal da Piracema até às edificações do Refúgio. Todos os espaços usam fontes alternativas de energia e foram construídos com base em conceitos de arquitetura verde. O roteiro segue com uma caminhada de 2 km numa trilha em meio a floresta nativa e envolve lições de educação ambiental.

Você pode gostar:

Experimente essa aventura ecoturística. São mais de 960 gêneros de plantas e 50 espécies animais como jaguatirica, jacaré, gavião, urubu-rei, quati, arara-vermelha, jabuti, coruja, serpentes, macaco-prego e a onça pintada.
ILUMINAÇÃO DA BARRAGEM 
Desvende a exuberância da barragem iluminada em sincronia com uma trilha sonora especial
A energia gerada por Itaipu também produz um outro espetáculo. Na própria usina, encante-se com a energia que sai das imensas turbinas na Iluminação da Barragem. Antes do acendimento das luzes, dois apresentadores e um vídeo mostrado em telões contam a história da hidrelétrica e a traduzem em números expressivos. De repente, em meio à escuridão, a barragem de concreto é iluminada por 747 refletores e 112 luminárias.
Uma trilha sonora, criada especialmente para a apresentação, embala, em perfeita sincronia, o acendimento das luzes. O turista acompanha a apresentação do mirante central, de onde pode-se ver a distância o funcionamento da usina durante o dia.
Para você ter uma ideia da beleza e da grandiosidade deste cenário, a energia consumida no espetáculo seria suficiente para iluminar uma cidade com 15 mil habitantes. A iluminação ganha ainda mais charme em noites de lua cheia.
CIRCUITO ESPECIAL 
Faça o passeio completo! Visite às áreas externas e aventure-se pelo interior da usina
Premiado pelo Ministério do Turismo como uma das melhores práticas em atrativos turísticos, o Circuito Especial além de percorrer os principais cartões-postais da magnífica barragem, também o leva para uma aventura pelo interior da maior hidrelétrica do mundo em geração de energia.
O passeio dispõe de atendimento diferenciado, com monitores trilíngues, ônibus especial com água a bordo e permissão total para você filmar e fotografar.

Você pode gostar:

Descubra a arquitetura côncava das majestosas catedrais de concreto e sinta a pulsação interrupta da usina ao tocar suas paredes e os condutos que direcionam a água para o interior das turbinas. Conheça a sala de comando central, onde técnicos brasileiros e paraguaios monitoram de forma integrada sua produção, separados apenas por uma fronteira simbólica.
E, finalmente, após percorrer a impressionante Estação Galeria, com quase um quilômetro de comprimento, desça ao nível onde estão as turbinas em pleno trabalho de geração de 700 megawatts cada uma – energia suficiente para a abastecer uma cidade com 2,5 milhões de residências e gerar emoções que você vai guardar para sempre.
VISITA PANORÂMICA 
Conheça a grandiosidade da maior geradora de energia limpa e renovável do planeta
Mais do que uma obra da engenharia, Itaipu é um tributo à ousadia do homem, capaz de domar o nono maior rio do planeta em uma região de destinos turísticos surpreendentes, onde a natureza exibe todo seu esplendor. Para você ter uma noção do tamanho de Itaipu, a Visita Panorâmica é o passeio mais indicado. Nele você contempla a visão externa da grandiosidade da usina: do vertedouro ao topo da barragem de concreto onde estão instaladas as 20 unidades geradoras.
A visita inicia no Centro de Recepção de Visitantes com a exibição de um filme sobre Itaipu e segue em nossos ônibus para conhecer de perto a usina hidrelétrica. O roteiro passa pelo mirante do vertedouro e inclui uma parada no mirante central, de onde se tem uma ampla visão da barragem de aproximadamente 8km de extensão e 196 metros de altura. No Mirante central, o tempo de parada é livre, e há estruturas de apoio como banheiros, café, loja de souvenirs e serviços de fotografia digital. A visita continua no ônibus, passando pelos condutos forçados. Dependendo da operação da usina, o ônibus também pode passar por cima da barragem, de onde se tem uma vista de tirar o fôlego: o Rio Paraná com Foz do Iguaçu ao fundo e, na direção oposta, o reservatório de 1.350 km² que abastece Itaipu.
Roteiro da visita: 
Exibição do filme "Itaipu. A nova geração" (15m) 
Entrada na área binacional 
Trajeto pelo lago de descanso do Canal da Piracema 
Parada no Mirante do Vertedouro (10m) 
Trajeto pelas Catedrais e Condutos forçados - Cota 144 
Trajeto pelo Topo da Barragem - Cota 225 
Parada no Porto Kattamaram (tempo livre) 
Parada no Mirante Central (tempo livre) 
Retorno ao Centro de Recepção de Visitantes
USINA HIDROELÉTRICA DE ITAIPU.
foto - ?
A USINA HIDRELÉTRICA DE ITAIPU (EM GUARANI: ITAIPU, EM ESPANHOL: ITAIPU) É UMA USINA BINACIONAL LOCALIZADA NO RIO PARANÁ, NA FRONTEIRA ENTRE BRASIL E PARAGUAI.
foto - ?

Você pode gostar:

CONSTRUÍDA POR AMBOS OS PAÍSES NO PERÍODO DE 1975 A 1982, ITAIPU É, HOJE, A MAIOR USINA GERADORA DE ENERGIA DO MUNDO.
foto - ?
ITAIPU É UMA PALAVRA DE ORIGEM TUPI-GUARANI QUE SIGNIFICA "PEDRA QUE CANTA", ATRAVÉS DA JUNÇÃO DE ITÁ = PEDRA E IPO'Ú = CANTORA . ERA O NOME DA PEQUENA ILHA QUE HAVIA NO ATUAL LOCAL DA USINA, ANTES DA OBRA.
foto - ?
COM SEU LAGO PERFAZENDO UMA ÁREA DE 1 350 QUILÔMETROS QUADRADOS, INDO DE FOZ DO IGUAÇU, NO BRASIL E CIUDAD DEL ESTE, NO PARAGUAI, ATÉ GUAÍRA E SALTO DEL GUAIRÁ, 150 QUILÔMETROS AO NORTE, ALÉM DE SUAS VINTE UNIDADES GERADORAS DE SETECENTOS MEGAWATTS CADA, ITAIPU TEM UMA POTÊNCIA DE GERAÇÃO DE 14 000 MEGAWATTS.
foto - ?
NO ANO DE 2008, A USINA ATINGIU SEU RECORDE DE PRODUÇÃO, COM 94,68 BILHÕES DE QUILOWATTS-HORA (KWH), FORNECENDO NOVENTA POR CENTO DA ENERGIA CONSUMIDA PELO PARAGUAI E DEZENOVE POR CENTO DA ENERGIA CONSUMIDA PELO BRASIL.
foto - ?
EM 1970, O CONSÓRCIO FORMADO PELAS EMPRESAS PNC E ELC ELECTROCONSULT (DA ITÁLIA) VENCEU A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL PARA A REALIZAÇÃO DOS ESTUDOS DE VIABILIDADE E PARA A ELABORAÇÃO DO PROJETO DA OBRA.
foto - ?
O INÍCIO DO TRABALHO SE DEU EM FEVEREIRO DE 1971. EM 26 DE ABRIL DE 1973, BRASIL E PARAGUAI ASSINARAM O TRATADO DE ITAIPU, INSTRUMENTO LEGAL PARA O APROVEITAMENTO HIDRELÉTRICO DO RIO PARANÁ PELOS DOIS PAÍSES. EM 17 DE MAIO DE 1974, FOI CRIADA A ENTIDADE BINACIONAL ITAIPU, PARA GERENCIAR A CONSTRUÇÃO DA USINA. O INÍCIO EFETIVO DAS OBRAS OCORREU EM JANEIRO DO ANO SEGUINTE. UM CONSÓRCIO LIDERADO PELA MENDES JÚNIOR, EXECUTOU O PROJETO.
PARA A CONSTRUÇÃO, FORAM USADOS 40.000 TRABALHADORES DIRETOS. PARA O MATERIAL, FORAM USADOS 12.570.000 METROS CÚBICOS DE CONCRETO (O EQUIVALENTE A 210 ESTÁDIOS JORNALISTA MÁRIO FILHO E UMA QUANTIDADE DE FERRO EQUIVALENTE A 380 TORRES EIFFEL.
foto - ?
COMPARANDO A CONSTRUÇÃO DA HIDRELÉTRICA DE ITAIPU COM O EUROTÚNEL (QUE LIGA FRANÇA E INGLATERRA SOB O CANAL DA MANCHA) FORAM UTILIZADO 15 VEZES MAIS CONCRETO E O VOLUME DE ESCAVAÇÕES FOI 8,5 VEZES MAIOR.
foto - ?

Você pode gostar:

EM UMA OPERAÇÃO DENOMINADA MYMBA KUERA (QUE EM GUARANI QUER DIZER "PEGA-BICHO"), DURANTE A FORMAÇÃO DO RESERVATÓRIO, EQUIPES DO SETOR AMBIENTAL DE ITAIPU ESFORÇARAM-SE EM PERCORRER A MAIOR PARTE DA ÁREA QUE SERIA ALAGADA PARA SALVAR CENTENAS DE EXEMPLARES DE ESPÉCIES DE ANIMAIS DA REGIÃO.
foto - ?
O RESERVATÓRIO DA USINA COMEÇOU A SER FORMADO EM 12 DE OUTUBRO DE 1982, QUANDO FORAM CONCLUÍDAS AS OBRAS DA BARRAGEM E AS COMPORTAS DO CANAL DE DESVIO FORAM FECHADAS.
foto - ?
NESSE PERÍODO, AS ÁGUAS SUBIRAM 100 METROS E CHEGARAM ÀS COMPORTAS DO VERTEDOURO ÀS 10 HORAS DO DIA 27 DE OUTUBRO, DEVIDO ÀS CHUVAS FORTES E ENCHENTES QUE OCORRERAM NA ÉPOCA.
foto - ?
O COMPRIMENTO TOTAL DA BARRAGEM É 7.919 METROS. A ELEVAÇÃO DA CRISTA É DE 225 METROS. ITAIPU É, NA VERDADE, QUATRO BARRAGENS JUNTAS - DA EXTREMA ESQUERDA, UMA BARRAGEM DE TERRA DE PREENCHIMENTO, UMA BARRAGEM DE ENROCAMENTO, UMA BARRAGEM DE CONCRETO PRINCIPAL, E UMA BARRAGEM DE CONCRETO PARA A ALA DIREITA.
foto - ?
A VAZÃO MÁXIMA DO VERTEDOURO DE ITAIPU (62,2 MIL METROS CÚBICOS POR SEGUNDO) CORRESPONDE A 40 VEZES A VAZÃO MÉDIA DAS CATARATAS DO IGUAÇU. A VAZÃO DE DUAS TURBINAS DE ITAIPU (700 METROS CÚBICOS DE ÁGUA POR SEGUNDO CADA) CORRESPONDE A TODA A VAZÃO MÉDIA DAS CATARATAS (1 500 METROS CÚBICOS POR SEGUNDO).O BRASIL TERIA QUE QUEIMAR 536 MIL BARRIS DE PETRÓLEO POR DIA PARA GERAR EM USINAS TERMELÉTRICAS A POTÊNCIA DE ITAIPU. A BARRAGEM PRINCIPAL TEM 196 METROS DE ALTURA, O QUE É EQUIVALENTE A UM PRÉDIO DE 65 ANDARES.



fonte dos textos e fotos: Wikipédia / turismoitaipu.com.br / Thymonthy Becker / viajeaqui.abril.com.br /

VALEU POR NOS VISITAR

Você também pode gostar: