Pular para o conteúdo principal

PARAOPEBA / CAPITAL NACIONAL DO QUIABO

BEM VINDO AO MAR AZUL. MUITO BEM VINDO A CIDADE DE PARAOPEBA
foto - Thymonthy Becker
Afirma a tradição que foi o Cel. Marques, donatário da Sesmaria, que ao deparar-se com uma onça no meio da mata, indefeso e julgando-se perdido, ele, como católico e de fé, ajoelhou-se e fez uma prece a Nossa Senhora do Carmo rogando que, se sua vida fosse salva, mandaria construir uma capela em sua honra.
O animal não o atacou e ele se retirou são e salvo. Posteriormente, ele voltou e cumpriu a promessa, fazendo construir uma capelinha dedicada à Nossa Senhora do Carmo (Padroeira de Paraopeba).
Aos poucos, por ser um local de passagem obrigatória dos tropeiros que conduziam boiadas para o sertão da Bahia, foram surgindo algumas casas em torno da capela e o lugar passou a ser chamado de Nossa Senhora do Tabuleiro Grande. Tabuleiro Grande porque tabuleiro era o nome com que os antigos costumavam caracterizar os pontos mais ou menos elevados e de vastas superfícies planas do sertão e na linguagem sertaneja significa cerrado.

A ORIGEM DO NOME (IBGE)
Paraopeba, palavra de origem indígena (da língua tupi-guarani), que significa ″Rio do Peixe Chato″
A escolha do nome Paraopeba foi por causa do rio Paraopeba que, naquela época, livre de qualquer poluição, era fonte de manutenção dos habitantes, que se beneficiavam da pesca, do garimpo e ainda da lavoura, nas regiões mais ribeirinhas.
(WIKIPÉDIA)
Seu nome é de origem tupi e significa "mar azul achatado", através da junção dos termos pará ("mar"), oby ("azul" ou "verde") e peb ("achatado")

 LEMA DA BANDEIRA

FIDES AMOR LABOR SIC ITVR AD ASTRA
(traduzido do latim, significa: "Com Fé, Amor e Trabalho, assim Se Vai aos Astros")

CONHEÇA AGORA A BELA CIDADE DE PARAOPEBA
AQUI UMA VISÃO PARCIAL
foto - pmp
ESTA EH A PRAÇA DA MATRIZ
foto - Thymonthy Becker
VEJA QUE BEM CUIDADA A PRAÇA
foto - Thymonthy Becker
A BELA MATRIZ DE NOSSA SENHORA DO CARMO
foto - Thymonthy Becker
AQUI ELA MAIS DE PERTO
foto - Thymonthy Becker
UM OLHAR SUTIL PARA FICAR BEM NA FOTO
foto - Thymonthy Becker
A MATRIZ DE FRENTE
foto - Thymonthy Becker
AQUI A LATERAL DA MATRIZ
foto - Thymonthy Becker
VEJA A ARBORIZAÇÃO DESTA PRAÇA. NOTA 10
foto - Thymonthy Becker
OLHA SÓ QUANTO ESTA BONITO
foto - Thymonthy Becker
 ESTE CORETO EH UM DOS MAIS BONITOS QUE JA VI. ESTA PINTADO NA COR DO AMANHECER.
foto - Thymonthy Becker
PASSARELA DE ÁRVORES
foto - Thymonthy Becker
RAMPA DA MATRIZ
foto - Thymonthy Becker
AQUI O LOCAL ONDE ACONTECE AS BARRAQUINHAS E OUTRAS FETIVIDADES LIGADAS A IGREJA.
foto - Thymonthy Becker
VISTA PARCIAL
foto - pmp
OLHA ESTA CAPELINHA
foto - pmp
A ESCOLA ESTADUAL
foto - pmp
UMA VELHA CASINHA NUM CANTO QUALQUER.
foto - pmp
TRANSPORTE COLETIVO
foto - pmp
A ZONA RURAL
foto - Henrique ICK Brandão
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE
 ESTE EH O BRASÃO DO MUNICIPIO
A GENTE SE VÊ EM ALGUMA CIDADE MINEIRA.

ATÉ LÁ ENTÃO. -->

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

Estava numa estrada comprida e reta, cercada de mato em ambos os lados. Nisto veio um bicho em alta velocidade. Alguém gritou para sair da frente, porque o bicho era muito feroz. Então dei um pulo e ele passou rapidamente. Sai correndo atrás do bicho, tão rápido quanto ele ia. Depois o bicho mudou de direção, vindo correndo atrás de mim. Sai correndo velozmente, mas o bicho estava me alcançando. Então pensei que era só voar que ele não me pegaria. Dei um grande salto e sai voando. Nisto vi o bicho passando logo abaixo de mim. Via só a poeira que ele fazia. O bicho mesmo não via. Fiquei pensando que ainda bem que o tal bicho não voava, senão estaria perdido.

ZIQUINHO, O POLVINHO DIFERENTE

NO FUNDO DE UM MAR BRAVIO, NO PORÃO DE UM NAVIO, QUE NAUFRAGOU POR LÁ.
DONA POLVA ESTÁ CONTENTE, SEU MARIDO IMPACIENTE, POIS SEUS FILHOS VÃO CHEGAR.

NAQUELE MESMO DIA, DURANTE UMA CALMARIA, DE UMA TARDE DE VERÃO.
NASCERAM OS POLVINHOS, QUE CHEGARAM DE MANSINHO, PARA ORGULHO DO PAIZÃO.

NASCERAM OS POLVINHOS, QUASE TODOS IGUAISZINHOS, SE NÃO FOSSE UM DOS IRMÃOS.
ENQUANTO SETE DOS POLVINHOS ERAM TODOS IGUAISZINHOS, UM SÓ ERAM BRANCÃO.

POR SER TÃO DIFERENTE, DERAM-LHE O NOME DE GENTE, ÀQUELE POLVINHO ENGRAÇADO.
POR SER TÃO BRANQUINHO, E BASTANTE MIUDINHO, DE ZIQUINHO FOI CHAMADO.

ENQUANTO TODA TURMINHA, VINHA PELA TARDINHA, E NO NAVIO BRINCAVA.
ZIQUINHO TRISTE SENTADO, SENTINDO-SE REJEITADO, NÃO SE CONFORMAVA.

MAS O SÁBIO PROFESSOR, QUE ENTENDIA TUDO DE COR, ERA UM GRANDE TUBARÃO.
PROCUROU POR ZIQUINHO, E LHE DISSE BEM BAIXINHO, TER ENCONTRADO A SOLUÇÃO.

“ZIQUINHO VOU LHE DIZER TUDO QUE TENS A FAZER, PARA PRETINHO FICAR”
“TOME CUIDADO COM A ARRAIA, NADE ATÉ UMA PRAIA E DEIXE O SOL TE QUE…

OS 5 LOCAIS MAIS BONITOS DA CHAPADA DIAMANTINA

MORRO DO INÁCIO
CACHOEIRA DOS MOSQUITOS
POÇO ENCANTADO
GRUTA PRATINHA
CACHOEIRA DA FUMAÇA