terça-feira, 2 de dezembro de 2014

O BANHEIRO NO FUNDO DO QUINTAL







Estava no sítio do Sr, Ary. Tinha uma casa e um quintal bem grande.
foto - ?
No final deste quintal, o terreno era bem íngreme. Lá, na parte mais alta e bem na divisa, tinha o banheiro. Este banheiro era bem grande. Deveria ter uns seis metros por seis. Era cercado de tábuas velhas e estas não ficavam encostadas uma nas outras. Desta forma ficava muitas frestas que era possível ver quem estava lá dentro e de dentro quem estava de fora. No final deste terreno onde tinha o banheiro, tinha o terreno do vizinho que ficava a uns cinco metros abaixo. Na divisa com este vizinho, não tinha nada cercando, devido a altura. Mas ali era o banheiro. 
Estava perto da casa do sítio, perto do Sr, Ary e outra pessoa. Estava muito apertado para ir ao banheiro e então fui para o banheiro no final do terreno. Fui rapidamente porque estava apertado demais. Quando entrei e fechei a porta, vi que o vaso estava entupido e completamente cheio de "merda". Eu precisava ir no banheiro de qualquer jeito, então sai do banheiro e no terreno do sítio que era de terra, vi uma vassoura jogada. Peguei esta vassoura, voltei ao banheiro e fui desentupi-lo socando a vassoura nele. Ai tudo desceu. 
foto - ?
Fui encostar a vassoura num canto e quando virei para o vaso ele estava transbordando água com muita "merda". Nisto vi os vizinhos que tinha a casa próximo ao banheiro, porém alguns metros abaixo deste, reclamarem. Olhei despistadamente, para que eles não me vissem e percebi que saindo daquele vaso tinha uma espécie de canaleta que tinha uns dez centímetros de altura e largura. Era aberta em cima. Esta canaleta seguia ao nível do banheiro passando próximo aquela casa. Só que esta canaleta também estava transbordando, deixando cair muita "merda" na casa vizinha. Não aguentando ver tanta "merda", fui sair do banheiro quando vi pelas frestas das tábuas que duas pessoas andavam no quintal do sítio. Provavelmente procurando o banheiro também. Saí do banheiro sem que estas pessoas me vissem e voltei para a casa do sítio sem conseguir ir ao banheiro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

TORNANDO A VIDA POSSÍVEL