Pular para o conteúdo principal

BENTO GONÇALVES NO RIO GRANDE DO SUL EH O MAIS IMPORTANTE ROTEIRO TURÍSTICO DO ESTADO







SEJA MUITO BEM VINDO AO MAIS BELO E IMPORTANTE ROTEIRO TURÍSTICO DO RIO GRANDE DO SUL. SEJA BEM VINDO A BENTO GONÇALVES.
AQUI O MIRANTE DO CAMPANÁRIO
imagem - Almir Dupont
A CIDADE TEM 107.341 HABITANTES - (IBGE 2010)
QUEM NASCE EM BENTO GONÇALVES EH: BENTO-GONÇALVENSE
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 11 DE OUTUBRO E FOI FUNDADA EM 1.890
ORIGEM DO NOME

O NOME DADO AO NOVO MUNICÍPIO REPRESENTA HOMENAGEM AO CHEFE FARROUPILHA BENTO GONÇALVES DA SILVA, PRESIDENTE DA EFÊMERA REPÚBLICA RIOGRANDENSE.
HISTÓRIA 
POR VOLTA DE 1633, O PADRE FRANCISCO XIMENES, JESUÍTA ESPANHOL, TENHA PISADO O SOLO DO ATUAL MUNICÍPIO DE BENTO GONÇALVES, QUANDO, EM EXCURSÃO, FAZIA O RECONHECIMENTO DAQUELE SÍTIO.

EM 1636, CRUZOU, TAMBÉM, AQUELAS PARAGENS A BANDEIRA CHEFIADA POR ANTÔNIO RAPOSO TAVARES.
ENTRETANTO, O POVOAMENTO DA CITADA BACIA SÓ SE EFETIVOU NO CORRER DO SÉCULO XIX, A PRINCÍPIO COM ELEMENTOS AÇORIANOS E NACIONAIS E DEPOIS COM IMIGRANTES ALEMÃES E ITALIANOS, QUE AVANÇARAM ATÉ A ENCOSTA DO PLANALTO.
O GOVERNO, DESEJANDO AMPLIAR A ÁREA DE COLONIZAÇÃO, CONCEDEU A ANTIGA PROVÍNCIA, POR AVISO DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA COMÉRCIO E OBRAS PÚBLICAS. DE 9 DE FEVEREIRO DE 1870, GLEBAS DE 4 LÉGUAS QUADRADAS CADA UMA, PARA O ESTABELECIMENTO DE 2 NÚCLEOS COLONIAIS QUE, EM VIRTUDE DO ATO PROVINCIAL DE 24 DE MAIO DO MESMO ANO, RECEBERAM AS DENOMINAÇÕES DE CONDE D'EU E DONA ISABEL.
EM 1875, FORAM DEVIDAMENTE INSTALADOS OS NÚCLEOS, JÁ EXISTINDO NELES, ENTÃO, 48 FRANCESES.
EM PRINCÍPIO DE 1876, CHEGARAM COLONIZADORES ITALIANOS PROVENIENTES DE TRENTO - 50 CASAIS ­DEPOIS SEGUIDOS DE OUTROS DO TIROL, VÊNETO ETC. FOI O CAPITÃO JOÃO JACINTO FERREIRA O PRIMEIRO DIRETOR DA COMISSÃO ENCARREGADA DAS COLÔNIAS. 
AQUI UMA RUA DA CIDADE
imagem - Thiago Dambros
ESTE EH O CALÇADÃO
imagem - ?
ESTA EH UMA IGREJA EM FORMA DE PIPA (NÃO SE REFERINDO A PAPAGAIO)
imagem - ?
AQUI A IGREJA DE SÃO BENTO
imagem - ?
AQUI NO CAMINHO DE PEDRAS
imagem - Nestor Foresti
UMA PAISAGEM QUE PARECE CENA DE CINEMA
imagem - Irineo Dall'Agnol
AQUI O PARQUE DE EVENTOS
imagem - Fabiano Mazzotti
ESTE EH O RESTAURANTE NONA LUDIA
imagem - Almir Dupont
PONTO DE ÔNIBUS
imagem - ?
TORRE DA IGREJA
imagem - Almir Dupont
PRAÇA
imagem - Almir Dupont
ESTA EH A AVENIDA PRINCIPAL
imagem - ?
VISTA AÉREA DA CIDADE
imagem - Barriga Verde
REGIÃO CENTRAL DA CIDADE
imagem - Barriga Verde
AQUI A SEDE DO BANCO DO BRAZIL
imagem - ?
MAIS UMA RUA DA CIDADE
imagem - Thyago Dambros
CASA DELE PECORE (CASA DA OVELHA)
imagem - Marcelo parise petazoni
CASA DI TESSITURA (CASA DE TECER)
imagem - Marcelo parise Petazoni
UMA CASA TÍPICA DA REGIÃO
imagem - Marcelo parise Petazoni
UM BELO CASARÃO
imagem - ?
REGIÃO CENTRAL
imagem - Almir Dupont
HISTÓRIA DA UVA E VINHO

O COLONO ITALIANO, RECÉM CHEGADO EM 1875, AINDA NÃO TINHA AS MUDAS DE VIDEIRAS PARA INICIAR O CULTIVO NAS TERRAS QUE FOI DESBRAVANDO. O QUE TOMOU CONTATO COM AS VIDEIRAS (VARIEDADE ISABEL) QUE OS AGRICULTORES ALEMÃES CULTIVAVAM HÁ ALGUM TEMPO PARA SEU PRÓPRIO CONSUMO.
O CULTIVO DA VIDEIRA ISABEL TOMOU EXPRESSÃO ACENTUADA APÓS A CHEGADA DOS IMIGRANTES ITALIANOS.
OS COLONOS INICIARAM A COMERCIALIZAÇÃO DO VINHO ISABEL PARA A CAPITAL DO ESTADO E OUTRAS CIDADES. O TRANSPORTE ERA FEITO EM LOMBO DE BURRO.
A PARTIR DO MOMENTO EM QUE SE INICIOU O COMÉRCIO DO VINHO SURGIU A FIGURA DO TANOEIRO. O CONSTRUTOR DOS BARRIS.
COM O AUMENTO DA PROMISSORA CULTURA DA VIDEIRA, TORNOU-SE NECESSÁRIA E POSSÍVEL A CONSTRUÇÃO DE NOVAS CASAS, COM MAIOR ESPAÇO E MAIS COMODIDADE. AÍ SURGEM AS CASAS COM PORÃO  E ALGUMAS COM  SÓTÃO. O PORÃO TEVE COMO UMA DAS CAUSAS PREPONDERANTES DO SEU SURGIMENTO A ELABORAÇÃO, ENVELHECIMENTO E GUARDA DO VINHO NAS PIPAS, O QUAL DEVERIA DURAR E ABASTECER O CONSUMO DA FAMÍLIA  ATÉ A COLHEITA DO ANO SEGUINTE.
AQUI NA COLHEITA DAS UVAS
imagem - Almir Dupont
ESTA EH A ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DE BENTO GONÇALVES
imagem - Almir Dupont
EM UM DIA DE GEADA
imagem - Almir Dupont
ESTA EH A IGREJA DO CRISTO REI
imagem - Pheylmann
CHEGANDO NA CIDADE
imagem - Marcelo parise Petazoni
A MARIA FUMAÇA
imagem - Almir Dupont
ESTA EH A IGREJA MATRIZ
imagem - Vilson Flores
OLHE QUE BELEZA A PAISAGEM  NO ENTORNO DA CIDADE
imagem - Vilson Flores
ESTE EH O MONUMENTO AO IMIGRANTE
imagem - Fabiano Mazzotti
VISTA PARCIAL DA CIDADE
imagem - Vilson Flores
VISTA PARCIAL DE OUTRA REGIÃO DA CIDADE
imagem - Vilson Flores
AQUI AS PARREIRAS DE UVA NO OUTONO
imagem - Almir Dupont
AQUI O PÓRTICO DE ENTRADA NA CIDADE.
imagem - Almir Dupont
OLHE QUE PRAÇA MAIS BONITA
imagem - Fabiano Mazzotti
CHAFARIZ DA PRAÇA
imagem - Fabiano Mazzotti
ESTA EH A PRAÇA MATRIZ
imagem - Pheylmann
OUTRA PARTE DA PRAÇA DA MATRIZ
imagem - Pheylmann
ESTA EH A SEDE DO GOVERNO MUNICIPAL
imagem - Vilson Flores
AVENIDA PRINCIPAL
imagem - ?
OUTRA AVENIDA
imagem - Thiago Dambros
A CASA DA ESQUINA
imagem - Thiago Dambros
RUA DE UM BAIRRO
imagem - Thiago Dambros
VISÃO DOS PRÉDIOS
imagem - Thiago Dambros
AQUI O VALE DO RIO DAS ANTAS - COMPLEXO FERRADURA - 
imagem - Almir Dupont
AQUI O VALE DOS VINHOS
imagem - Fabiano Mazzotti
MAIS DO VALE DOS VINHOS
imagem - Fabiano Mazzotti
VISÃO DA IGREJA
imagem - Vilson Flores

AQUI A FLOR OFICIAL DO MUNICÍPIO
AZALÉIA, COR VINHO. INSTITUÍDA PELA LEI MUNICIPAL Nº 1.619, DE 03 DE JULHO DE 1989.
imagem - PMBG
AQUI TAMBÉM O COMPLEXO DA FERRADURA
imagem - ?
AQUI OS BARRIS ONDE SE CURTE OS VINHOS
imagem - ?
UMA VISÃO GERAL DA CIDADE
imagem - Barriga Verde
MAIS UMA VISTA PARCIAL
imagem - PMBG
PARREIRAL
imagem - PMBG
AQUI A BANDEIRA DA CIDADE
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO



  
VALEU SEMPRE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ZIQUINHO, O POLVINHO DIFERENTE

NO FUNDO DE UM MAR BRAVIO, NO PORÃO DE UM NAVIO, QUE NAUFRAGOU POR LÁ.
DONA POLVA ESTÁ CONTENTE, SEU MARIDO IMPACIENTE, POIS SEUS FILHOS VÃO CHEGAR.

NAQUELE MESMO DIA, DURANTE UMA CALMARIA, DE UMA TARDE DE VERÃO.
NASCERAM OS POLVINHOS, QUE CHEGARAM DE MANSINHO, PARA ORGULHO DO PAIZÃO.

NASCERAM OS POLVINHOS, QUASE TODOS IGUAISZINHOS, SE NÃO FOSSE UM DOS IRMÃOS.
ENQUANTO SETE DOS POLVINHOS ERAM TODOS IGUAISZINHOS, UM SÓ ERAM BRANCÃO.

POR SER TÃO DIFERENTE, DERAM-LHE O NOME DE GENTE, ÀQUELE POLVINHO ENGRAÇADO.
POR SER TÃO BRANQUINHO, E BASTANTE MIUDINHO, DE ZIQUINHO FOI CHAMADO.

ENQUANTO TODA TURMINHA, VINHA PELA TARDINHA, E NO NAVIO BRINCAVA.
ZIQUINHO TRISTE SENTADO, SENTINDO-SE REJEITADO, NÃO SE CONFORMAVA.

MAS O SÁBIO PROFESSOR, QUE ENTENDIA TUDO DE COR, ERA UM GRANDE TUBARÃO.
PROCUROU POR ZIQUINHO, E LHE DISSE BEM BAIXINHO, TER ENCONTRADO A SOLUÇÃO.

“ZIQUINHO VOU LHE DIZER TUDO QUE TENS A FAZER, PARA PRETINHO FICAR”
“TOME CUIDADO COM A ARRAIA, NADE ATÉ UMA PRAIA E DEIXE O SOL TE QUE…

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

Estava numa estrada comprida e reta, cercada de mato em ambos os lados. Nisto veio um bicho em alta velocidade. Alguém gritou para sair da frente, porque o bicho era muito feroz. Então dei um pulo e ele passou rapidamente. Sai correndo atrás do bicho, tão rápido quanto ele ia. Depois o bicho mudou de direção, vindo correndo atrás de mim. Sai correndo velozmente, mas o bicho estava me alcançando. Então pensei que era só voar que ele não me pegaria. Dei um grande salto e sai voando. Nisto vi o bicho passando logo abaixo de mim. Via só a poeira que ele fazia. O bicho mesmo não via. Fiquei pensando que ainda bem que o tal bicho não voava, senão estaria perdido.

VIÇOSA / MG - CIDADE UNIVERSITÁRIA E JOVEM

SEJA BEM VINDO A CIDADE DE VIÇOSA. UMA CIDADE JOVEM E CULTA
foto - ?
VIÇOSA TEM UMA POPULAÇÃO É DE 72.244 HABITANTES, ALÉM DE UMA POPULAÇÃO FLUTUANTE DE APROXIMADAMENTE 20.000 PESSOAS, COMPOSTA PRINCIPALMENTE DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA E OUTRAS INSTITUIÇÕES. QUEM NASCE EM VIÇOSA EH: VIÇOSENSE HISTÓRIA
TRATA-SE DE UMA CIDADE ESSENCIALMENTE UNIVERSITÁRIA, COM DESTAQUE PARA A UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA, CONTA AINDA COM OUTRAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR PRIVADAS COMO ESUV, FDV, UNIVIÇOSA, UNOPAR, ACENTUANDO AINDA MAIS O CARÁTER EDUCACIONAL DA CIDADE. A HISTÓRIA DE VIÇOSA SE INICIA, PROPRIAMENTE, NO SÉCULO XIX. FOI EM 1800, SEGUNDO APONTAMENTOS ECLESIÁSTICOS QUE O PADRE FRANCISCO JOSÉ DA SILVA OBTEVE DO BISPADO DE MARIANA PERMISSÃO PARA ERIGIR UMA ERMIDA EM HOMENAGEM A SANTA RITA DE CÁSSIA, NA REGIÃO QUE HOJE ABRANGE O MUNICÍPIO. A CONSTRUÇÃO DA ERMIDA E A FERTILIDADE DAS TERRAS ATRAÍRAM HABITANTES DE MUNICÍPIOS VIZINHOS, PRINCIPALMENTE DE MARIANA, O…