Pular para o conteúdo principal

MINEIRÃO É OFICIALMENTE REABERTO

-->
Nove mil toneladas de aço, 717 de concreto, 1.060 dias de reforma. Para os apaixonados pelo futebol e pelo Mineirão, uma eternidade. Mas, enfim, chegou o dia do reencontro. O Mineirão, finalmente, foi reaberto. Com a presença da presidente Dilma Rousseff, que veio a Belo Horizonte especialmente para o evento de reinauguração, o estádio foi entregue aos mineiros. Bola rolando, no entanto, somente no ano que vem. O clássico Cruzeiro x Atlético-MG, no dia 3 de fevereiro, válido pelo Campeonato Mineiro, será o primeiro jogo do remodelado Mineirão.
A cerimônia de reabertura, que teve início por volta das 16h (de Brasília), terá duração aproximada de um hora. Estão presentes no Mineirão o ministro dos esportes, Aldo Rebelo; o diretor-técnico da Seleção Brasileira, Carlos Alberto Parreira; o governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia; o prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda; o secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo em Minas, Thiago Lacerda, entre outras autoridades e personalidades do esporte.
- O estádio é tão bom quanto igual a maioria dos estádios da Europa. Estou me sentindo na Europa. O estádio é bonito, moderno, tem segurança para o torcedor. Todo mundo vai se sentir melhor - avaliou Parreira.
Ao chegar ao estádio, Dilma foi recebida pelo governador Anastasia. Cumprimentou e tirou fotos com um grupo de operários que trabalhou na reforma do Mineirão. Abraçou, um a um, e foi fotografada junto aos ex-jogadores presentes, como Reinaldo, Ademir da Guia, Dadá Maravilha, Dirceu Lopes, Éder Aleixo, entre outros. Nas cadeiras, balões formaram o nome do estádio e a frase 'Sou do Mundo, sou Minas Gerais', que é um trecho da música 'Para Lennon e Mccartney', dos compositores Fernando Brant, Márcio Borges e Lô Borges.
fonte: globo.com
Antes do pronunciamento, a presidenta Dilma Roussef, que chegou pouco depois das 16h ao Mineirão, assinou a bola oficial da Copa das Confederações, que ficará no futuro Museu do estádio e descerrou placa comemorativa à inauguração, ao lado do governador mineiro. Apesar de torcedora do "querido Atlético", ela recebeu um boné do Cruzeiro, presente de uma torcida organizada do clube que já assinou contrato de exclusividade com a Minas Arena, para mandar seus jogos no novo estádio pelos próximos 25 anos.
A presidenta entrou no gramado do Mineirão, às 16h33, acompanhada do governador Antônio Anastasia. O coral do projeto Valores de Minas, mantido pelo governo mineiro, cantaram o hino nacional. Em seguida, houve a apresentação de um vídeo gravado pelo presidente da Fifa, Joseph Blatter.
"Estamos felizes de ver mais uma Arena da Copa do Mundo pronta para a competição. Lamentavelmente, não posso estar presente para a inauguração, mas estarei durante a Copa do Mundo. Parabenizo a presidenta Dilma Roussef por esta obra", afirmou o dirigente da Fifa.
Para o prefeito Márcio Lacerda, a entrega da modernização do Mineirão é tão ou mais importante que a sua própria inauguração, em 5 de setembro de 1965. "Em meados dos anos 60, o Gigante da Pampulha inovou nas técnicas de engenharia e foi considerado um dos mais modernos do mundo. Quarenta e sete anos depois, o novo Mineirão, moderno, seguro, confortável, ganha novamente ares de um dos mais modernos do mundo", afirmou.
 fonte> uol.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

Estava numa estrada comprida e reta, cercada de mato em ambos os lados. Nisto veio um bicho em alta velocidade. Alguém gritou para sair da frente, porque o bicho era muito feroz. Então dei um pulo e ele passou rapidamente. Sai correndo atrás do bicho, tão rápido quanto ele ia. Depois o bicho mudou de direção, vindo correndo atrás de mim. Sai correndo velozmente, mas o bicho estava me alcançando. Então pensei que era só voar que ele não me pegaria. Dei um grande salto e sai voando. Nisto vi o bicho passando logo abaixo de mim. Via só a poeira que ele fazia. O bicho mesmo não via. Fiquei pensando que ainda bem que o tal bicho não voava, senão estaria perdido.

ZIQUINHO, O POLVINHO DIFERENTE

NO FUNDO DE UM MAR BRAVIO, NO PORÃO DE UM NAVIO, QUE NAUFRAGOU POR LÁ.
DONA POLVA ESTÁ CONTENTE, SEU MARIDO IMPACIENTE, POIS SEUS FILHOS VÃO CHEGAR.

NAQUELE MESMO DIA, DURANTE UMA CALMARIA, DE UMA TARDE DE VERÃO.
NASCERAM OS POLVINHOS, QUE CHEGARAM DE MANSINHO, PARA ORGULHO DO PAIZÃO.

NASCERAM OS POLVINHOS, QUASE TODOS IGUAISZINHOS, SE NÃO FOSSE UM DOS IRMÃOS.
ENQUANTO SETE DOS POLVINHOS ERAM TODOS IGUAISZINHOS, UM SÓ ERAM BRANCÃO.

POR SER TÃO DIFERENTE, DERAM-LHE O NOME DE GENTE, ÀQUELE POLVINHO ENGRAÇADO.
POR SER TÃO BRANQUINHO, E BASTANTE MIUDINHO, DE ZIQUINHO FOI CHAMADO.

ENQUANTO TODA TURMINHA, VINHA PELA TARDINHA, E NO NAVIO BRINCAVA.
ZIQUINHO TRISTE SENTADO, SENTINDO-SE REJEITADO, NÃO SE CONFORMAVA.

MAS O SÁBIO PROFESSOR, QUE ENTENDIA TUDO DE COR, ERA UM GRANDE TUBARÃO.
PROCUROU POR ZIQUINHO, E LHE DISSE BEM BAIXINHO, TER ENCONTRADO A SOLUÇÃO.

“ZIQUINHO VOU LHE DIZER TUDO QUE TENS A FAZER, PARA PRETINHO FICAR”
“TOME CUIDADO COM A ARRAIA, NADE ATÉ UMA PRAIA E DEIXE O SOL TE QUE…

OS 5 LOCAIS MAIS BONITOS DA CHAPADA DIAMANTINA

MORRO DO INÁCIO
CACHOEIRA DOS MOSQUITOS
POÇO ENCANTADO
GRUTA PRATINHA
CACHOEIRA DA FUMAÇA