Pular para o conteúdo principal

CAETANÓPOLIS / MG - EDIÇÃO ESPECIAL - CCC - COMPANHIA CEDRO E CACHOEIRA DE FIAÇÃO E TECELAGEM

BEM VINDO DENOVO A CAETANÓPOLIS, CIDADE QUE FICA NA ZONA METALÚRGICA À 96 QUILÔMETROS DE BELO HORIZONTE.
NESTA EDIÇÃO ESPECIAL, MOSTRAREMOS A CCC (COMPANHIA CEDRO E CACHOEIRA) DE FIAÇÃO E TECELAGEM.
UM EMPRESA CENTENÁRIA E PIONEIRA NO GÊNERO NAS MINAS GERAIS.
foto - Thymonthy Becker Comunicação
EM 1864, OS IRMÃOS BERNARDO CAETANO, FILHOS DO MAJOR ANTÔNIO GONÇALVES DA SILVA MASCARENHAS, PROCURAVAM SEU IRMÃO MAIS VELHO ANTÔNIO CÂNDIDO, RESIDENTE NAS PROXIMIDADES DE TABOLEIRO GRANDE, HOJE PARAOPEBA, E O CONVIDARAM PARA SÓCIO DE UMA FÁBRICA DE TECIDOS QUE SERIA MONTADA NA FAZENDA DAS PONTES, HOJE CAETANÓPOLIS.
ORGANIZADA A SOCIEDADE, DELIBERAM QUE BERNARDO SEGUISSE PARA OS ESTADOS UNIDOS A FIM DE ADQUIRIR OS NECESSÁRIOS TEARES. 
E ASSIM, EM PRINCÍPIOS DE 1868, JÁ SE INAUGURAVA NO MUNICÍPIO A PRIMEIRA FÁBRICA DE TECIDOS DE MINAS GERAIS E A 3ª DO BRASIL, CONTANDO 18 TEARES.
EM 1901, FORAM INSTALADAS A PRIMEIRA ESTAMPARIA DE TECIDOS DE MINAS E A SEGUNDA USINA ELÉTRICA PARA ILUMINAÇÃO PÚBLICA DO ESTADO (TERMELÉTRICA). 
EM 1906 FOI CONSTRUÍDA A PRIMEIRA LINHA TELEFÔNICA DE LONGA EXTENSÃO DO ESTADO DE MINAS, COM 24 QUILÔMETROS, LIGANDO A ANTIGA LOCALIDADE DE CEDRO À ESTAÇÃO DE TABOCAS, DA ESTRADA DE FERRO CENTRAL DO BRASIL. 
foto - Thymonthy Becker Comunicação
O NOME CAETANÓPOLIS É UM PLEITO DE GRATIDÃO ÀQUELE QUE FOI O IDEALIZADOR DA 1º FÁBRICA DE TECIDOS EM MINAS GERAIS: O CORONEL CAETANO MASCARENHAS. 
foto - Thymonthy Becker Comunicação
AS CONSTRUÇÕES DENTRO DA CIA CEDRO E USADAS COMO DEPARTAMENTOS DA EMPRESA, ERAM DA ANTIGA VILA CONSTRUÍDA PARA OS FUNCIONÁRIOS QUE ALI TRABALHAVAM QUANDO DE SUA INAUGURAÇÃO. AQUI PODE-SE LER A PALAVRA "GRAVAÇÃO"
foto - Thymonthy Becker Comunicação
AS CONSTRUÇÕES VISTA MAIS DE LONGE.
foto - Thymonthy Becker Comunicação
ESTAS DUAS CONSTRUÇÕES MOSTRAM A ARQUITETURA USADA NA ÉPOCA DA CONSTRUÇÃO DA CIA CEDRO.
foto - Thymonthy Becker Comunicação
AQUI ELAS DE UM OUTRO ÂNGULO
foto - Thymonthy Becker Comunicação
AQUI PODEMOS VÊ-LA MAIS DE PERTO
foto - Thymonthy Becker Comunicação
ESTA EH A SIRENE DA CIA CEDRO. EH ACIONADA PARA INICIO E FIM DE JORNADA DE TRABALHO.
foto - Thymonthy Becker Comunicação
PODEMOS VER QUE EXISTEM MUITOS ESPAÇOS ENTRE AS CONSTRUÇÕES, QUE FORMA TRANSFORMADOS EM BELOS JARDINS, E QUE SERIAM AS RUAS DA ENTÃO VILA.
foto - Thymonthy Becker Comunicação
AQUI VOCE PODE VER OS POSTES PARA ACIONAMENTO DAS BANDEIRAS E TRÊS POSTES DE MADEIRA QUE REPRESENTAM O REFLORESTAMENTO FEITO PELA EMPRESA E A MADEIRA USADA NA CONSTRUÇÃO DA FÁBRICA.
foto - Thymonthy Becker Comunicação
AQUI, NESTA CONSTRUÇÃO, FUNCIONA O MUSEU TÊXTIL
foto - Thymonthy Becker Comunicação
AQUI NO MUSEU TÊXTIL DÉCIO MASCARENHAS, MANTIDO PELA CEDRO, FUNCIONANDO DESDE 1983 COM UM ACERVO DE MAIS DE 1.000 PEÇAS. 
EH O MAIS COMPLETO MUSEU TÊXTIL DO PAÍS.
REFERÊNCIA PARA ESTUDANTES, HISTORIADORES, ESTUDIOSOS E EMPRESÁRIOS DO SETOR, ALÉM DA COMUNIDADE LOCAL. 
O ESPAÇO RECEBE APROXIMADAMENTE 1.500 VISITANTES POR ANO, CUMPRINDO O PAPEL DE PRESERVAR E PERPETUAR A HISTÓRIA DA INDÚSTRIA TÊXTIL NACIONAL.
foto - Thymonthy Becker Comunicação
O MUSEU VISTO DE OUTRO ÂNGULO
foto - Thymonthy Becker Comunicação
ESTES SÃO OS RESTOS PRESERVADOS DO PRIMEIRO EUCALIPTO PLANTADO PELA CEDRO
foto - Thymonthy Becker Comunicação
E AQUI A AROEIRA USADA NA CONSTRUÇÃO DA CIA CEDRO. PRESERVADO E FAZ PARTE DO ACERVO DO MUSEU.
foto - Thymonthy Becker Comunicação
ENTRADA DO MUSEU
foto - Thymonthy Becker Comunicação
ESTE SINO, QUE FOI SUBSTITUÍDO PELA SIRENE, TAMBÉM EH PARTE DO ACERVO DO MUSEU.
foto - Thymonthy Becker Comunicação
A VARANDA DO MUSEU QUE FUNCIONA EM UM DOS ANTIGOS CASARÕES DA ENTÃO VILA.
foto - Thymonthy Becker Comunicação
UMA JUSTA HOMENAGEM
foto - Thymonthy Becker Comunicação
AQUI PODEMOS VER AS RODAS USADAS NOS CARROS DE TRANSPORTE, QUE SÃO TAMBÉM PARTE DO ACERVO DO MUSEU
foto - Thymonthy Becker Comunicação
AQUI PODEMOS VER DE UM OUTRO ÂNGULO
foto - Thymonthy Becker Comunicação
O PRÉDIO DO MUSEU VISTO DE LONGE
foto - Thymonthy Becker Comunicação
A RODA DE MADEIRA
foto - Thymonthy Becker Comunicação
AQUI ELA VISTA MAIS DE PERTO
foto - Thymonthy Becker Comunicação
NUMA VISÃO MAIS AMPLA
foto - Thymonthy Becker Comunicação
ESTA EH OUTRA RODA TAMBÉM USADA ANTIGAMENTE.
foto - Thymonthy Becker Comunicação
AQUI PODEMOS VER DUAS DELAS
foto - Thymonthy Becker Comunicação
MAIS UMA PEÇA DO MUSEU.
foto - Thymonthy Becker Comunicação
UMA VISÃO GERAL DE TODO O MUSEU QUE FUNCIONA DENTRO DA CIA CEDRO (COMPANHIA CEDRO E CACHOEIRA DE FIAÇÃO E TECELAGEM)
foto - Thymonthy Becker Comunicação
UMA VISÃO DE OUTRA CONSTRUÇÃO.
foto - Thymonthy Becker Comunicação
A CIA CEDRO FEZ 140 ANOS DE ATIVIDADE EM CAETANÓPOLIS. E CONTINUA A TODO VAPOR.
foto - Thymonthy Becker Comunicação
ESCADAS DE ACESSO AOS DEPARTAMENTOS DA CIA CEDRO.
foto - Thymonthy Becker Comunicação
OS ANTIGOS CASARÕES. AQUI FUNCIONA O ESCRITÓRIO
foto - Thymonthy Becker Comunicação
DE VOLTA AS CHAMINÉS DA CIA CEDRO E CACHOEIRA
foto - Thymonthy Becker Comunicação
NÃO FOI POSSÍVEL FAZER IMAGENS NO INTERIOR DO MUSEU. INFELIZMENTE.

VOCE VIU E FICOU SABENDO UM POUCO DA HISTÓRIA DA INDUSTRIA TÊXTIL NAS MINAS GERAIS, MAIS ESPECIFICAMENTE DA CIA CEDRO E CACHOEIRA DE FIAÇÃO E TECELAGEM, QUE FICA NA CIDADE DE CAETANÓPOLIS, E QUE FOI A PIONEIRA NESTE TIPO DE ATIVIDADE NAS MINAS GERIAS E TERCEIRA DO BRAZIL.
ESPERAMOS QUE TENHA VALIDO A PENA SUA VISITA
ATÉ UMA PRÓXIMA OPORTUNIDADE.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

Estava numa estrada comprida e reta, cercada de mato em ambos os lados. Nisto veio um bicho em alta velocidade. Alguém gritou para sair da frente, porque o bicho era muito feroz. Então dei um pulo e ele passou rapidamente. Sai correndo atrás do bicho, tão rápido quanto ele ia. Depois o bicho mudou de direção, vindo correndo atrás de mim. Sai correndo velozmente, mas o bicho estava me alcançando. Então pensei que era só voar que ele não me pegaria. Dei um grande salto e sai voando. Nisto vi o bicho passando logo abaixo de mim. Via só a poeira que ele fazia. O bicho mesmo não via. Fiquei pensando que ainda bem que o tal bicho não voava, senão estaria perdido.

ZIQUINHO, O POLVINHO DIFERENTE

NO FUNDO DE UM MAR BRAVIO, NO PORÃO DE UM NAVIO, QUE NAUFRAGOU POR LÁ.
DONA POLVA ESTÁ CONTENTE, SEU MARIDO IMPACIENTE, POIS SEUS FILHOS VÃO CHEGAR.

NAQUELE MESMO DIA, DURANTE UMA CALMARIA, DE UMA TARDE DE VERÃO.
NASCERAM OS POLVINHOS, QUE CHEGARAM DE MANSINHO, PARA ORGULHO DO PAIZÃO.

NASCERAM OS POLVINHOS, QUASE TODOS IGUAISZINHOS, SE NÃO FOSSE UM DOS IRMÃOS.
ENQUANTO SETE DOS POLVINHOS ERAM TODOS IGUAISZINHOS, UM SÓ ERAM BRANCÃO.

POR SER TÃO DIFERENTE, DERAM-LHE O NOME DE GENTE, ÀQUELE POLVINHO ENGRAÇADO.
POR SER TÃO BRANQUINHO, E BASTANTE MIUDINHO, DE ZIQUINHO FOI CHAMADO.

ENQUANTO TODA TURMINHA, VINHA PELA TARDINHA, E NO NAVIO BRINCAVA.
ZIQUINHO TRISTE SENTADO, SENTINDO-SE REJEITADO, NÃO SE CONFORMAVA.

MAS O SÁBIO PROFESSOR, QUE ENTENDIA TUDO DE COR, ERA UM GRANDE TUBARÃO.
PROCUROU POR ZIQUINHO, E LHE DISSE BEM BAIXINHO, TER ENCONTRADO A SOLUÇÃO.

“ZIQUINHO VOU LHE DIZER TUDO QUE TENS A FAZER, PARA PRETINHO FICAR”
“TOME CUIDADO COM A ARRAIA, NADE ATÉ UMA PRAIA E DEIXE O SOL TE QUE…

PRAIA GRANDE / SÃO PAULO - ESTÂNCIA BALNEÁRIA

SEJA BEM VINDO A CIDADE DE PRAIA GRANDE. IMPORTANTE ESTÂNCIA BALNEÁRIA.  RODOVIA DOS IMIGRANTES DE ACESSO À CIDADE imagem - Wikipédia QUEM NASCE EM PRAIA GRANDE EH: PRAIA-GRANDENSE A CIDADE TEM 262.051 HABITANTES - IBGE 2010 PRAIA GRANDE FAZ ANIVERSÁRIO EM  19 DE JANEIRO E FOI EMANCIPADA EM 1.967 ORIGEM DO NOME O TOPÔNIMO PRAIA GRANDE DECORRE DA EXTENSA PRAIA - CERCA DE 40 QUILÔMETROS - QUE LHE SERVE DE DIVISA TERRITORIAL, E QUE OS PRIMITIVOS HABITANTES JÁ CHAMAVAM DE "PEAÇABUÇU", O PORTO GRANDE. HISTÓRIA A HISTÓRIA DA SUA FORMAÇÃO ESTÁ INTIMAMENTE LIGADA À DE SÃO VICENTE, DA QUAL FOI DISTRITO ATÉ 1966, QUANDO O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, EXAMINANDO RECURSO EXTRAORDINÁRIO PELA MUNICIPALIDADE DE SÃO VICENTE, DEU GANHO DE CAUSA AO MUNICÍPIO DE PRAIA GRANDE, CONCEDENDO-LHE AUTONOMIA. ESSA EMANCIPAÇÃO, CONTUDO, FOI FRUTO DE LONGA LUTA, INICIADA NO BAIRRO DE SOLEMAR, EM 1953, POR JÚLIO SECCO DE CARVALHO, SUSTENTADA MAIS TARDE POR OSWALDO TOSCHI, POR NESTOR FERREIRA DA ROCHA, E SEGUIDA POR C…