Pular para o conteúdo principal

CACHOEIRA DA PRATA / UMA DAS PIONEIRAS DA INDUSTRIA TEXTIL DAS MINAS GERAIS

-->BEM VINDO A CIDADE DE CACHOEIRA DA PRATA
imagem de Orlando pereira
QUEM NASCE EM CACHOEIRA DA PRATA EH: CACHOEIRENSE
A CIDADE TEM: 3.654 HABITANTES
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 30 DE SETEMBRO E FOI FUNDADA EM 1962
Por volta de 1886, um grupo de pessoas encabeçado por Américo Teixeira Guimarães, decidiu montar uma fábrica de tecido na região Calcária de Sete Lagoas. Na procura do local mais adequado, encontraram uma cachoeira entre montanhas, em cujo seio corria um córrego de bastante volume de água, e  com potencial bastante para gerar a força motriz, necessária à movimentação de uma fábrica de tecidos. Compraram o terreno, que era até então inexplorado, e para lá se transferiram, juntamente com os operários que iniciaram a construção da fábrica. Em torno dela, a população foi crescendo, e com ela o alvorecer de uma nova cidade.
A existência do potencial hidráulico, o baixo custo das terras e sua localização, próximo aos grandes centros urbanos, foram fatores determinantes da implantação da fábrica e, consequentemente, da ocupação do território.
O primitivo nome de Cachoeira dos Macacos, origina-se do fato de haver uma pequena cachoeira no Ribeirão Macacos, no centro da localidade. 
AQUI, UM VÍDEO DA PRAÇA E DA IGREJA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS 
AQUI, UMA VISÃO DA CACHOEIRA NO CENTRO DA CIDADE.
imagem de Thymonthy Becker
Segundo se contam na cidade pelos mais antigos a mudança do nome se deu por causa de brincadeiras de mal gosto que eram feita com moradores por pessoas de fora, chamando-os de macacos.
Em 31 de dezembro de 1975, por decreto estadual, foi alterado o topônimo para Cachoeira da Prata.
CONHEÇA AGORA A BONITA CACHOEIRA DA PRATA
imagem de Thymonthy Becker
imagem de Thymonthy Becker
imagem de Thymonthy Becker
 imagem de Thymonthy Becker
imagem de Thymonthy Becker
imagem de Thymonthy Becker
imagem de Thymonthy Becker
IGREJA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS. FICA BEM EM FRENTE A INDUSTRIA TÊXTIL.
imagem de Vicente A. Queiroz
AQUI A LATERAL DA IGREJA
imagem de Thymonthy Becker
imagem de Thymonthy Becker
imagem de Thymonthy Becker
imagem de Thymonthy Becker
imagem de Thymonthy Becker
ESTA EH A INDUSTRIA TÊXTIL DA CIDADE. FICA PRATICAMENTE NO CENTRO DA CIDADE. APINADO A FOTO, VOCE PODERÁ VER NA PAREDE A DIREITA, O NOME DA RUA QUANDO ALI ERA UMA VILA, QUE AGORA ESTA DENTRO DOS LIMITES DA FABRICA.
imagem de Thymonthy Becker
imagem de Thymonthy Becker
imagem de Thymonthy Becker
INTERIOR DA IGREJA DO SAGRADO CORAÇÃO
imagem da PMCP
imagem da PMCP
imagem de Jairo Nunes
ESTE EH UM DOS MUITOS CASARÕES QUE AINDA EXISTEM AQUI.
imagem de Montanha
imagem de Montanha
imagem de Orlando Pereira
imagem da PMCP
imagem da PMCP
imagem da PMCP
imagem da PMCP
imagem da PMCP
imagem de Valéria Miguez
imagem de Rocha 40
A CIDADE VISTA DO SATÉLITE.
imagem da PMCP
NÃO CONSEGUI ENCONTRAR E NEM SABER SE, CACHOEIRA DA PRATA TEM BANDEIRA E/OU BRASÃO QUE AS REPRESENTE.


A GENTE SE ENCONTRA EM UMA CIDADE DAS MINAS GERAIS, QUALQUER DIA DESTES.
ATÉ LÁ.
As fotos de minha propriedade foram tiradas em Janeiro de 2012

-->

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CORRENDO VELOZMENTE DO BICHO ESTRANHO

Estava numa estrada comprida e reta, cercada de mato em ambos os lados. Nisto veio um bicho em alta velocidade. Alguém gritou para sair da frente, porque o bicho era muito feroz. Então dei um pulo e ele passou rapidamente. Sai correndo atrás do bicho, tão rápido quanto ele ia. Depois o bicho mudou de direção, vindo correndo atrás de mim. Sai correndo velozmente, mas o bicho estava me alcançando. Então pensei que era só voar que ele não me pegaria. Dei um grande salto e sai voando. Nisto vi o bicho passando logo abaixo de mim. Via só a poeira que ele fazia. O bicho mesmo não via. Fiquei pensando que ainda bem que o tal bicho não voava, senão estaria perdido.

ZIQUINHO, O POLVINHO DIFERENTE

NO FUNDO DE UM MAR BRAVIO, NO PORÃO DE UM NAVIO, QUE NAUFRAGOU POR LÁ.
DONA POLVA ESTÁ CONTENTE, SEU MARIDO IMPACIENTE, POIS SEUS FILHOS VÃO CHEGAR.

NAQUELE MESMO DIA, DURANTE UMA CALMARIA, DE UMA TARDE DE VERÃO.
NASCERAM OS POLVINHOS, QUE CHEGARAM DE MANSINHO, PARA ORGULHO DO PAIZÃO.

NASCERAM OS POLVINHOS, QUASE TODOS IGUAISZINHOS, SE NÃO FOSSE UM DOS IRMÃOS.
ENQUANTO SETE DOS POLVINHOS ERAM TODOS IGUAISZINHOS, UM SÓ ERAM BRANCÃO.

POR SER TÃO DIFERENTE, DERAM-LHE O NOME DE GENTE, ÀQUELE POLVINHO ENGRAÇADO.
POR SER TÃO BRANQUINHO, E BASTANTE MIUDINHO, DE ZIQUINHO FOI CHAMADO.

ENQUANTO TODA TURMINHA, VINHA PELA TARDINHA, E NO NAVIO BRINCAVA.
ZIQUINHO TRISTE SENTADO, SENTINDO-SE REJEITADO, NÃO SE CONFORMAVA.

MAS O SÁBIO PROFESSOR, QUE ENTENDIA TUDO DE COR, ERA UM GRANDE TUBARÃO.
PROCUROU POR ZIQUINHO, E LHE DISSE BEM BAIXINHO, TER ENCONTRADO A SOLUÇÃO.

“ZIQUINHO VOU LHE DIZER TUDO QUE TENS A FAZER, PARA PRETINHO FICAR”
“TOME CUIDADO COM A ARRAIA, NADE ATÉ UMA PRAIA E DEIXE O SOL TE QUE…

OS 5 LOCAIS MAIS BONITOS DA CHAPADA DIAMANTINA

MORRO DO INÁCIO
CACHOEIRA DOS MOSQUITOS
POÇO ENCANTADO
GRUTA PRATINHA
CACHOEIRA DA FUMAÇA