Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 29, 2011

NANDINHA, A TARTARUGA MARINHA

ERA UMA VEZ, NUM VERÃO, NO COMEÇO DA ESTAÇÃO, ANTES DE O SOL RAIAR.
A TARTARUGA CALMAMENTE CAMINHA LENTAMENTE, PARA UM BURACO CAVAR.

DEPOIS DO BURACO FEITO, COM CALMA E MUITO JEITO, COLOCA SEUS OVOS LÁ.
E QUANDO TERMINA A TAREFA, COBRE OS OVOS COM PRESSA, PARA QUE POSSAM CHOCAR.

CUMPRIDA SUA MISSÃO, VOLTA PRO MAR ENTÃO, DEIXANDO OS OVOS LÁ.
OS DIAS VÃO SE PASSANDO, E O SOL OS OVOS CHOCANDO, ATÉ O TEMPO TERMINAR.

CHEGANDO ENTÃO O MOMENTO, ESPERADO A TANTO TEMPO, PARA AS TARTARUGAS NASCEREM.
OS OVOS VÃO SE ROMPENDO, AS TARTARUGAS VÃO NASCENDO, LUTANDO POR SOBREVIVEREM.

NASCEM E SAEM CORRENDO, COMO SE HOUVESSE ALGUÉM DIZENDO: “SAIAM DEPRESSA DAQUI”.
E ELAS SAEM CORRENDO, NO MAR VÃO SE PROTEGENDO, PORQUE NO MUNDO TUDO É ASSIM.

A TARTARUGA NANDINHA, QUE ERA BEM PEQUENININHA, FOI A ÚLTIMA A NASCER.
POR MAIS QUE ELA TENTASSE, SEU CORPINHO ARRASTASSE, NÃO CONSEGUIA CORRER.

MAS ESCAPOU DA GAIVOTA, SENTINDO-SE QUASE MORTA, NÃO PARAVA DE ANDAR.
LUTOU MUITO BRAVAMENTE, QUEIMANDO-LHE A AREIA QUENTE, PARA ATÉ …