Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro 25, 2009

Postagem em destaque

A "IRLANDA" RICA, CULTURAL E BELA EH O DESTINO PREFERIDO DOS INTERCAMBISTAS BRASILEIROS QUE LÁ SE SURPREENDEM

LINHA DO TEMPO DA "IRLANDA" / WORLD 
O Castelo de Dublin, localizado na capital, foi a sede do governo britânico até a década de 1920. Hoje, é um dos grandes pontos turísticos da cidade, além de abrigar conferências Estado soberano da Europa que ocupa cerca de cinco sextos da ilha homônima. É uma república constitucional governada como uma democracia parlamentar, com um presidente eleito para servir como chefe de Estado. Considerada um país desenvolvido, a Irlanda tem o décimo primeiro maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do mundo, além de ótimas classificações em índices que medem o grau de democracia e liberdades como a de imprensa, econômica e política. Além da União Europeia (UE), a Irlanda também é membro do Conselho da Europa, da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), da Organização Mundial do Comércio (OMC) e da Organização das Nações Unidas (ONU). Sua capital é Dublin e sua população é estimada em 4,58 milhões de habitantes. A "…

TUDO BRANCO

Estava num local, que parecia ser um deserto. A areia era branca. Não se via nada verde em volta. Nisto, sai voando velozmente, quase que tocando o chão. Para qualquer direção que eu fosse só se via areia branca. Decidi parar. Fiquei deitado de costas, com as pernas esticadas, um braço para cima e outro para baixo. Fiquei ali imóvel, não me mexei. Nisto chegou um homem vestindo roupa branca. Ele começou a jogar álcool em cima de mim. Ele iria colocar fogo para eu morrer queimado. Nisto ouvi vozes dizendo que era para eu reagir, para sair dali. Que eu não devia me entregar que eu podia sai correndo, se quisesse. Mas eu não conseguia nem me mexer. Ele continuou jogando o álcool. Ele só não jogava no meu rosto. Quando ele foi acender o fósforo, apareceu uma mulher, também vestida de branco, e me puxou dali. Saiu me carregando, sem tocar em mim. Parecendo que usava apenas uma força da mente. Ela fez o caminho de volta, que eu tinha feito voando, rente ao chão. Deixou-me deitado, na mesma …