Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro 11, 2009

Postagem em destaque

A "IRLANDA" RICA, CULTURAL E BELA EH O DESTINO PREFERIDO DOS INTERCAMBISTAS BRASILEIROS QUE LÁ SE SURPREENDEM

LINHA DO TEMPO DA "IRLANDA" / WORLD 
O Castelo de Dublin, localizado na capital, foi a sede do governo britânico até a década de 1920. Hoje, é um dos grandes pontos turísticos da cidade, além de abrigar conferências Estado soberano da Europa que ocupa cerca de cinco sextos da ilha homônima. É uma república constitucional governada como uma democracia parlamentar, com um presidente eleito para servir como chefe de Estado. Considerada um país desenvolvido, a Irlanda tem o décimo primeiro maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do mundo, além de ótimas classificações em índices que medem o grau de democracia e liberdades como a de imprensa, econômica e política. Além da União Europeia (UE), a Irlanda também é membro do Conselho da Europa, da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), da Organização Mundial do Comércio (OMC) e da Organização das Nações Unidas (ONU). Sua capital é Dublin e sua população é estimada em 4,58 milhões de habitantes. A "…

VOANDO ENTRE ÁRVORES

Era uma rua larga, calçada, plana e em linha reta. Havia árvores de um dos lados, mas não havia casas. Do lado direito desta rua, eu e mais algumas outras pessoas, estávamos correndo. Fui ficando para trás. Então fui até o meio da rua e fiquei olhando para cima. Havia muitos fios de energia cruzando a rua. Espera uma distância maior entre eles, para sair voando. Como não conseguia um espaço maior, dei um pulo e sai voando assim mesmo. Passei raspando em um fio de energia. Voei bem alto e fiz isto muito velozmente. Fui longe voando, depois voltei a desci bem atrás das pessoas que corriam naquela rua. Continuei correndo também. Nisto, três homens que ia à frente, davam pulos altos e iam até os galhos da árvore. Então comecei a pular também. Só que eu pulava de barriga para cima e ia até o galho e voltava sem problemas. Mas ninguém reparava que eu fazia isto. Fiquei pensando porque ninguém reparava que eu conseguia voar. Continuamos correndo e pulando nos galhos das árvores.