PERSEGUINDO NA ESTRADA

Estava em um carro branco, parecido com um Vectra. Não era eu quem dirigia. Havia outro carro na nossa frente, também branco, parecido com Vectra também. A gente ia bem rápido, mas não perseguia ninguém. Quando chegamos numa certa rua, o carro que ia a frente parou rapidamente perto de um homem meio gordinho. Paramos um pouco mais atrás, quando vi que tal homem tinha uma arma na mão e disse que ninguém iria levá-lo, e que ele mataria de qualquer jeito. Sai do carro e junto comigo uma mulher com uma criança no colo. Quando vi, estávamos era na rua da casa da minha mãe. Entramos na casa que seria do Sr. Vavá, demos a volta por trás da casa, e ficamos olhando o tal homem por uma fresta no muro. O tal homem queria matar a tal mulher. Ficamos ali olhando ele com a arma, andando de um lado para outro. Então fiquei pensando que se ele nos encontrasse, poderia atirar em mim também, e eu não queria morrer.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Comentários